top of page

Arcebispo proíbe Missa Tridentina mas permite Candomblé dentro da Igreja

Arcebispo de Maceió “excomunga” os que assistem missas tridentinas e chama de hereges os padres que as celebram.

Dom Antônio Muniz Fernandes, arcebispo metropolitano de Maceió, durante a celebração da Solenidade de Cristo Rei, neste Domingo, fez um decreto proibindo a Santa Missa na forma Extraordinária do Rito Romano, também conhecida como Missa Tradicional ou Tridentina.

“Fica permanente proibido realizar, frequentar as chamadas missas tridentinas no território da Arquidiocese de Maceió (…) todos aqueles que souberem, frequentarem ou convidarem estão em excomunhão (fora da unidade) com o Papa e com os mandamentos da igreja. Estes não merecem o nome de cristãos nem tão pouco de católicos (…)”

Assista ao vídeo com uma análise do que disse o arcebispo:


Assista o segundo vídeo 👇

Durante essa semana um outro clérigo causou polêmica fazendo uma explícita perseguição a fiéis que valorizam a tradição da Igreja. Dessa vez o alvo foi um ministério de música que cantava músicas gregorianas durante a Santa Missa.

Em Foz do Iguaçu, no último dia 26 de novembro, um padre mostrou todo o seu ódio à Tradição Católica, interrompendo a missa para impedir o canto em latim: “Ao longo de toda a Santa Missa ele interrompeu os cantos em latim.

Como se não bastasse isso, usou palavras de baixo calão, teve atitude grosseira do início ao fim da celebração. Para piorar, falou que não iria dar comunhão na boca a ninguém e ai daquele que ousasse comungar na boca com ele”. Assista o vídeo:


“A proibição da Missa Tradicional é inspirada no Diabo que deseja a nossa morte espiritual.” ~ Cardeal Robert Sarah

A Missa Tridentina, também conhecida como Missa Tradicional ou Missa na Forma Extraordinária do Rito Romano, é a Missa do Rito de São Pio V como foi celebrada pela Igreja, com pequenas variações, desde o século VI até pouco menos de 50 anos atrás. Rito antiquíssimo e venerável, jamais abolido, verdadeiro tesouro da Santa Igreja.


A Santa Igreja possui mais de cem ritos pelos quais é possível celebrar o Santo Sacrifício de Jesus, entre eles há dois que são mais populares: o rito de São Paulo VI (rito ordinário) e o rito de São Pio V (rito extraordinário, ou como é popularmente conhecido, o rito Tridentino).

A missa ordinária, é a missa que é celebrada na maioria das paróquias, enquanto a missa no rito tridentino é mais difícil de se encontrar pelo fato de ser mais difícil de ser celebrada e rezada preferencialmente me Latim.

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page