top of page

As cartas de um diabo ao seu aprendiz – C.S Lewis

c-s-lewis-cartas-de-um-diabo-a-seu-aprendiz-1-638

Ninguém gosta de nem mesmo falar sobre o inferno, mas nesse livro, C.S Lewis nos mostra as instruções de um secretário infernal a seu pupilo, um jovem tentador em serviço aqui na Terra. O assunto: conselhos sobre como conquistar as almas humanas, mesclados à maldade e ironia infernais. Nesse livro, Lewis traça uma surpreendente visão do Inferno e da alma humana. O livro retrata situações do dia-dia, em que somos tentamos a nos sentir superior, egocêntricos, orgulhosos, a viver preocupados e ansiosos em relação a tudo, e todas as outras situações mundanas que nos afastam cada vez mais do nosso foco principal e imperceptivelmente tiram Deus de nosso coração.

Já no prefácio do livro, Lewis abre com uma frase que já nos coloca para pensar:

” Há dois erros iguais e opostos no que diz respeito à matéria de demônios. Uma é desacreditar de sua existência. A outra é acreditar e sentir excessivo e doentio interesse por eles. Os demônios ficam satisfeitos pelos dois tipos de erros.”

Infelizmente, até mesmo cristãos caem nesse erro. Não podemos ignorar a existência dos demônios, mas também não podemos dar-lhes extrema importância a ponto de nos esquecer-nos nossa verdadeira vocação: louvar a Deus.

Lewis é sem dúvidas um dos meus autores preferidos, e esse livro, apesar de não ser um tratado teológico ou fazer exposições doutrinárias acerca do conceito do inferno, tenho certeza que lhe ajudará bastante a evitar erros que podem nos fazer cair em tentações.

Para encerrar, uma citação que gostei muito e achei brilhante:

“..todas as virtudes são menos formidáveis assim que o homem percebe que as tem, mas isso é especialmente marcante com relação a humildade…”

Para aquelas pessoas que se orgulham em ser humildes, o próprio orgulho mancha qualquer virtude e ela se torna um pecado em si mesma. O orgulho é a grande arma de satanás que cega os homens e os fazem ser orgulhosos da própria cegueira.

Ramon Serrano

0 visualização0 comentário
bottom of page