top of page

AS PALAVRAS E O CORAÇÃO – Scott Hahnn medita sobre o 8º Domingo do Tempo Comum

Nas leituras de hoje, ouvimos Jesus falando na Galileia, assim como um sábio judeu, chamado Sirach, que escreveu em Jerusalém mais de um século antes. Os dois tocam em uma única verdade: as palavras, que saem de nossas bocas, tornam conhecidos os pensamentos que estão ocultos dentro de nós. A linguagem revela os segredos do coração.

Sirach ensina que a palavra é “a prova dos homens” e de seu caráter (Eclo 27, 7). Quem é reto, proferirá palavras verdadeiras e encorajadoras para os outros. Mas aquele, cujo coração está cheio de “refugo”, estará necessariamente exposto, uma vez que o “fruto” de sua boca diz muito sobre a “árvore” que o produz (Eclo 27, 6). Sirach também compara a “prova” de nossas palavras ao barro queimado em um forno: se preparado adequadamente, surge um vaso proveitoso; mas se o barro não estiver completamente seco, ele se quebrará sob o calor extremo (Eclo 27, 5).

De maneira semelhante, Jesus insiste que uma pessoa só fala daquilo que lhe enche o coração (Lucas 6, 45). Ele também compara a nossa linguagem, boa ou ruim, ao fruto que cresce em uma árvore: “Não existe árvore boa que dê frutos ruins, nem árvore ruim que dê frutos bons.” (Lucas 6, 43).

Ambas as leituras nos estimulam a fazer da fala saudável um hábito. Afinal, muito daquilo que somos é trazido à luz por aquilo que dizemos. Mas há um passo além: o Senhor nos pede que olhemos para dentro, examinando nossos corações e os preenchendo com o “bom tesouro” que Deus espera de nós.

Por que é tão importante a pureza de coração e das palavras? Porque, como Jesus declara em outro lugar, “é pelas tuas palavras que serás justificado ou condenado” (Mt 12, 37). Elas são importantes, pois ajudarão a decidir o nosso julgamento final — e é nesse ponto que entra a Segunda Leitura. São Paulo nos lembra que Deus destruirá a morte para sempre; e, se quisermos participar dessa vitória e viver para sempre com o Senhor, devemos tomar todas as medidas necessárias para depositar em nossos corações e nossos lábios aquilo que é bom.

0 visualização0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comentarios


bottom of page