top of page

CAOS COM APARÊNCIA DE COSMOS

Por definição, cosmos é a organização do caos. Mas há um tipo de caos que, sem deixar de ser caótico, apresenta-se como racionalmente organizado. É o caso do atual globalismo, que é uma degeneração ideológica da globalização.

É caótico por pretender subverter coisas essenciais da natureza humana, como o amor incondicional das mães por seus bebês intrauterinos (ameaçado pela ideologia abortista);

o respeito à vida humana até o seu último e natural suspiro (ameaçado pela ideologia da eutanásia);

a educação dos filhos pelos pais (ameaçada pela ideologia do ensino estatal);

o casamento como coisa exclusiva entre um homem e uma mulher (ameaçado pela ideologia de gênero);

a inclinação normal por ter vários filhos (ameaçada pela ideologia da contenção populacional e sua pródiga indústria de contraceptivos, responsáveis pela generalizada erotização da sociedade).

Tudo o que, acima, está dentro de parênteses, é absolutamente irracional, mas é vendido como algo legítimo e desejável. Aparenta organizar-se como um cosmos conceitual, porém é servido por uma terminologia falsamente científica dá lhe ares de sistema, abrindo-lhe as portas da academia e das publicações especializadas.

Uma sociedade que aceita com naturalidade essas coisas — aborto, eutanásia, ensino estatal, ideologia de gênero, repressão populacional —, encaminha-se para o caos.

Um caos com aparência de cosmos.

1 visualização0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page