top of page

Conheça a História de Nossa Senhora das Lágrimas

Aparição de Nossa Senhora das Lágrimas

A história da Aparição de Nossa Senhora das Lágrimas está associada à vidente Irmã Amália de Jesus Flagelado, uma religiosa da Congregação das Irmãs Missionárias de Jesus Crucificado. O evento ocorreu em Campinas, São Paulo, no Brasil, no ano de 1930.


Sobre a vidente Irmã Amália de Jesus Flagelado

Amália Aguirre nasceu em Riós, na Galiza, junto à fronteira de Espanha-Portugal, a 22 de julho de 1901. Pertenceu a uma família antiga, de longa tradição cristã, e seus pais eram admirados pela santidade de costumes, pela fervorosa piedade e sua inesgotável caridade para com o próximo. As circunstâncias econômicas e os planos de Deus obrigaram seus pais a deixar a Espanha e a emigrar para o Brasil, cuja língua – o português – lhes era bem conhecida e também permitia comunicar e trabalhar sem dificuldades. Primeiramente estiveram no Estado da Bahia, mas depois se mudaram para o Estado de São Paulo, para a cidade de Campinas.


A Aparição de Nossa Senhora das Lágrimas:

No dia 8 de março de 1930, a Irmã Amália de Jesus Flagelado estava a rezar na capela do convento, de joelhos, nos degraus do altar, quando, insperadamente, se sentiu como que elevada para o Alto. Em seguida lhe apareceu Nossa Senhora, que se apresentou com uma túnica violeta, um manto azul e um véu branco que cobria Seu peito e ombros. Com um sorriso se aproximou de Irmã Amália, segurando em Suas mãos um rosário a que Ela mesma chamou de «Coroa». As suas contas brilhavam como o Sol e eram brancas como a neve. Entregando-lhe esse rosário, a Santíssima Virgem Maria disse:

“Este é o rosário de Minhas lágrimas que foi prometido pelo Meu Filho ao nosso querido Instituto como uma parte de seu legado. Ele também já lhe deu as orações. Meu Filho quer Me honrar especialmente com essas invocações e, além disso, Ele concederá todos os favores que forem pedidos pelos merecimentos de Minhas lágrimas. Este rosário alcançará a conversão de muitos pecadores, especialmente dos possuídos pelo demônio. Uma especial graça está reservada para o Instituto de Jesus Crucificado, principalmente a conversão de vários membros de uma parte dissidente da Igreja. Por meio deste rosário o demônio será derrotado e o poder do inferno destruído. Arme-se para a grande batalha.”.


A revelação da Medalha de Nossa Senhora das Lágrimas e de Jesus Manietado

Na aparição do dia 8 de abril de 1930, a Santíssima Virgem pediu à Irmã Amália que mandasse cunhar uma medalha de Nossa Senhora das Lágrimas e de Jesus Manietado, e disse que essa mesma medalha devia ser muito divulgada para que o poder de Satanás no Mundo fosse vencido. Nossa Senhora ainda acrescentou que todos os fiéis que a trouxessem com amor e devoção obteriam inúmeras graças.

Por ordem da Santíssima Mãe de Deus, essa medalha traz cunhada na frente a imagem de Nossa Senhora das Lágrimas em atitude de entrega da Coroa das Lágrimas (exatamente como aconteceu na anterior aparição de 8 de março de 1930 à Irmã Amália) e rodeada pelas palavras: “Ó Virgem Dolorosíssima, as Vossas Lágrimas derrubaram o império infernal!”. No verso, traz cunhada a imagem de Jesus Manietado – ou seja, amarrado durante a Sua Dolorosa Paixão – e rodeada pelas palavras: “Por Vossa Mansidão Divina, ó Jesus Manietado, salvai o Mundo do erro que o ameaça!”.


Palavras de Jesus Manietado para Irmã Amália de Jesus Flagelado

“Minha filha: Hoje vou falar-te das Lágrimas de Minha Mãe.

Durante vinte séculos elas ficaram guardadas no Meu Divino Coração para agora as entregar. Com esta entrega, Eu te constituo apóstola de Nossa Senhora das Lágrimas e sei que estás pronta a dar a vida pela difusão de tão santa devoção.

Ser missionário(a) das Lágrimas de Minha Mãe é dar-Me imensas consolações! Dei valor infinito a essas Lágrimas e, com elas, os que se propuserem a propagá-las terão a felicidade de roubar pecadores ao maligno, cujo ódio há-de colocar-lhes muitos obstáculos para que elas não sejam conhecidas.”

“O Mundo tem necessidade de Misericórdia e, para recebê-la, não há dádiva mais preciosa do que as Lágrimas de Minha Mãe! Se as lágrimas de uma mãe comovem o coração de um filho rebelde, então como não se há-de comover o Meu Coração que tanto ama esta Mãe? Este tesouro magnífico, guardado vinte séculos, está agora nas mãos de todos para com ele se salvarem muitas almas das garras infernais!… Quando as almas generosas dizem: “Meu Jesus, pelas Lágrimas de Vossa Mãe Santíssima”, o Meu Coração abre-se e faz jorrar sobre aquelas almas as torrentes da Minha Misericórdia!”


Reconhecimento Eclesiástico da Aparição:

A devoção a Nossa Senhora das Lágrimas logo se espalhou entre os fiéis, e muitos relataram graças e favores alcançados por sua intercessão. A devoção foi acolhida com entusiasmo pela Igreja Católica, que investigou o fenômeno das aparições e a vida da Irmã Amália.

Em 8 de março de 1931, o Monsenhor Dom Francisco de Campos Barreto, Bispo de Campinas, reconheceu a veracidade dos fenómenos de estigmatização e as aparições recebidas pela Irmã Amália de Jesus Flagelado e concedeu as devidas autorizações – entre elas, o Imprimatur – para a publicação de todos os seus escritos (que incluíam as mensagens originais de Jesus e de Nossa Senhora) e das orações da Coroa (ou Rosário) de Nossa Senhora das Lágrimas.

Em 20 de fevereiro de 1934, o mesmo prelado publicou uma declaração episcopal e reforçou a importância da devoção à Virgem Maria sob a invocação de Nossa Senhora das Lágrimas.

Em 1935, a própria Coroa (ou Rosário) de Nossa Senhora das Lágrimas recebeu mais autorizações para sua divulgação: pelo Arcebispo John Robert Roach da Arquidiocese de Saint Paul e Minneapolis, no Minnesota (Estados Unidos); pelo Bispo Michael James Gallagher da Diocese de Detroit, no Michigan (Estados Unidos); pelo Censor Diocesano em Sopron (Hungria); pelo Bispo Stephanus Breyer da Diocese de Győr (Hungria); e, ainda, pelo Vigário Geral Ferdinand Buchwieser da Arquidiocese de Munique e Frisinga (Alemanha).


Oração a Nossa Senhora das Lágrimas:

Ó Nossa Senhora das Lágrimas, vimos a vós com confiança e amor, buscando vosso auxílio e proteção.

Diante de vossas lágrimas de dor e compaixão, reconhecemos a grandeza de vosso amor materno por todos nós.

Intercedei por nós junto a vosso Filho, Jesus Cristo, e apresentai nossos pedidos e súplicas diante do Pai Celestial.

Derramai vossas lágrimas de graça e misericórdia sobre nós, concedendo-nos a força para enfrentar as provações da vida e a esperança para perseverar em nossa fé.

Nossa Senhora das Lágrimas, rogai por nós. Amém.

Que a devoção a Nossa Senhora das Lágrimas nos lembre do amor incondicional de Maria por todos nós, sua intercessão constante em nossas vidas e sua presença compassiva em nossas dores e alegrias. Que possamos sempre buscar consolo e auxílio junto a Ela, confiando em sua poderosa intercessão junto a Deus. Amém.

2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page