top of page

DIANTE DO MUNDO DIGITAL, É PRECISO REENCONTRAR A ENCARNAÇÃO – Pe. Antoine Vidalin

[O padre francês Antoine Vidalin, que também é engenheiro civil, filósofo e doutor em teologia, sacerdote da diocese de Paris e professor da Faculdade Notre-Dame do Collège des Bernardins, acaba de publicar uma obra intitulada Personne! L’existence numérique ou la négation de la chair [Ninguém! Existência digital ou a negação da carne]. Ressaltando que nenhuma área da sociedade escapa ao uso da tecnologia digital e de suas demandas (educação, trabalho, medicina e até o culto), Padre Vidalin acredita que esse caráter abrangente levanta questões filosóficas, antropológicas e teológicas sem paralelo. Qual é o impacto da tecnologia digital em nossa sensibilidade? A que realidade ela pretende fornecer acesso? Nossos cinco sentidos parecem ser gradativamente remodelados e guiados nos “caminhos pré-traçados do mundo virtual”. Essa nova realidade chamada “virtual” abole o espaço e o tempo. À luz do livro do Apocalipse, Padre Vidalin nos coloca como homens criados à imagem de Deus e diante dos fundamentos de nossa existência].

Não se trata de se proteger das ferramentas digitais, mas de não ser mais escravo delas.

Esse caminho passa por uma ascese, um verdadeiro “jejum da alma”. Coisa que exige não apenas abrir mão de parte do conteúdo digital, que vai entrando em nós para nos solicitar e habitar internamente, mas, sobretudo, abrir mão do poder que o digital fornece: velocidade, imediatismo, eficiência.

Esta renúncia será antes de tudo pessoal, na medida de uma liberdade interior que só pode estar enraizada na fé. É um desafio e tanto.

É preciso redescobrir a lentidão, aceitar a fragilidade da carne, admitir que não se pode fazer tudo.

É preciso enfrentar o tédio e a solidão.

São tantas atitudes, não só negativas, mas que se abrem para a redescoberta do próprio corpo como casa da alma: estar no próprio corpo, hic et nunc, é abrir-se Àquele que aí mora, uma vez que o Reino está dentro de nós (Lc 17:21).

É recuperar uma interioridade perdida.


Face au numérique, retrouver l’incarnation
0 visualização0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page