top of page

Homilia Diária | Por que Deus permite os peixes podres?

Quinta-feira da 17.ª Semana do Tempo Comum

A Igreja é como uma rede de pesca que, uma vez lançada ao mar, captura peixes de todo tipo: no dia do Juízo, os bons serão recolhidos em cestos, enquanto os maus e imprestáveis serão jogados fora.

Esta conhecida parábola, bastante semelhante à do joio e do trigo, nos desperta para o fato de que não somente os infiéis, mas também os maus fiéis poderão ser condenados ao fogo eterno.

Assista à homilia do Padre Paulo Ricardo par aesta quinta-feira, dia 3 de agosto, e faça conosco um sincero exame de consciência: Senhor Jesus, acasotenho sido mais um desses peixes que não prestam? Leia abaixo o evangelho de hoje.


Evangelho (Mt 13,47-53)

— Aleluia, Aleluia, Aleluia.

— Abre-nos, ó Senhor, o coração, para ouvirmos a palavra de Jesus! (cf. At 16,14b)

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, disse Jesus à multidão: 47“O Reino dos Céus é ainda como uma rede lançada ao mar e que apanha peixes de todo tipo. 48Quando está cheia, os pescadores puxam a rede para a praia, sentam-se e recolhem os peixes bons em cestos e jogam fora os que não prestam.

49Assim acontecerá no fim dos tempos: os anjos virão para separar os homens maus dos que são justos, 50e lançarão os maus na fornalha de fogo. E aí, haverá choro e ranger de dentes. 51Compreendestes tudo isso?” Eles responderam: “Sim”.

52Então Jesus acrescentou: “Assim, pois, todo mestre da Lei, que se torna discípulo do Reino dos Céus, é como um pai de família que tira do seu tesouro coisas novas e velhas”. 53Quando Jesus terminou de contar essas parábolas, partiu dali.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

1 visualização0 comentário

Comments


bottom of page