top of page

TEMPO DOS INVASORES


Buliçosos e brilhantes, Vêm de planetas distantes Com seus discos voadores. — É tempo dos invasores.

Bem-falantes, bem-vestidos, Vêm em bandos coloridos Na luz dos televisores. — É tempo dos invasores.

Mandam do lado de lá, Disfarçada, a bomba H Dentro de um maço de flores. — É tempo dos invasores.

Para os narizes e ouvidos, Os mais fétidos odores, Os mais lúgubres ruídos. — É tempo dos invasores.

Vêm chegando aos borbotões, Carros, navios, aviões, Com todos os seus motores. — É tempo dos invasores.

Atacam por telefones, Microsistems, microfones E liquidificadores. — É tempo dos invasores.

0 visualização0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page